Você sabe o que é respiração circular?

Tempo de leitura: 5 minutos

Respirar é um ato tão natural (e vital) que raramente prestamos atenção nele. Apesar disso, a nossa respiração é capaz de promover diversas sensações no nosso corpo, como ansiedade e estresse ou paz e relaxamento. Entre as diversas técnicas para encontrar o bem-estar está a respiração circular.

Se você quer começar a desacelerar e a se conectar consigo mesmo, que tal iniciar a prática da respiração circular? Continue lendo este artigo e entenda mais sobre o tema.

O que é a respiração circular?

A respiração circular é uma técnica que começou a ser usada dentro do universo musical, sendo empregada, principalmente, nos instrumentos de sopro para prolongar a nota emitida sem a necessidade de pausas para respirar.

Com o tempo, os praticantes de meditação notaram que a técnica de respiração circular também poderia ser adaptada à prática. Nesse ramo, essa forma de respirar pode ser chamada de “renascimento”.

De um modo geral, a técnica da respiração circular consiste em ampliar o movimento da respiração o máximo possível por um tempo prolongado. A intensificação voluntária do ritmo respiratório costuma provocar uma série de reações, como manifestações emocionais e até alguns sintomas físicos.

É por isso que algumas pessoas chamam a técnica de “renascimento”, já que muitos praticantes conseguem reviver processos emocionais, experimentando sentimentos outrora bloqueados e ajudando na expansão da consciência e no autoconhecimento.

Qual a importância das técnicas de respiração?

Embora respirar seja um ato natural e essencial à nossa sobrevivência, quando tomamos consciência dessa prática e desenvolvemos algumas técnicas de respiração, colhemos muitos benefícios.

Por meio da respiração consciente, conseguimos uma sensação maior de relaxamento e prazer, o que favorece o bem-estar e o equilíbrio.

Ao respirar envolvemos todo o nosso corpo, produzindo e liberando energia. E tudo no nosso corpo está conectado. As memórias se ligam às emoções – que por sua vez provocam reações na nossa fisiologia e na nossa respiração.

Quando nos sentimos ansiosos ou estressados, a tendência é respirarmos de forma mais curta e rápida. Isso manda uma mensagem ao nosso cérebro de que estamos em uma situação de perigo – e ele começa a “disparar” uma série de hormônios para a nossa fuga, como o cortisol e tantos outros.

Já quando nos sentimos relaxados, nossa respiração é mais profunda e lenta, o que ajuda o nosso cérebro a entender que está tudo bem e que ele pode liberar outros hormônios que tornam mais fácil essa sensação de relaxamento, como as endorfinas.

Por isso, parar e prestar atenção na forma como estamos respirando, faz toda a diferença. Se você está se sentindo ansioso, estressado ou nervoso com algo: pare e respire profundamente. Rapidamente, você notará como começará a se acalmar, seus pensamentos ficarão mais suaves e você conseguirá tomar melhores decisões.

Quais os benefícios da respiração circular?

Na técnica de respiração circular, os praticantes inspiram e expiram pelo nariz ou pela boca, fazendo com que a inspiração e a expiração sejam ligadas sem pausa. Assim, a inspiração se torna mais profunda e a expiração é mais solta e relaxada.

Alguns minutos realizando esse tipo de respiração costuma provocar diversas sensações físicas (formigamentos, alteração da temperatura corporal, pequenos espasmos etc.) e emocionais (memórias, emoções, sensação de estar fora do corpo, reviver momentos específicos etc.).

Assim, a técnica ajuda os praticantes a experimentarem uma sensação maior de bem-estar e relaxamento, além de conseguirem acessar e vivenciar emoções e sensações bloqueadas, permitindo um conhecimento mais amplo sobre seus sentimentos.

Alguns dos benefícios que a técnica consegue trazer são:

  • superação de traumas e bloqueios emocionais;
  • desenvolvimento de pensamentos criativos e saudáveis;
  • resgate da autoestima e alegria de viver;
  • aumento da confiança em si mesmo e da força de vontade para a tomada de decisões;
  • aumento da energia corporal;
  • regularização das funções orgânicas;
  • transformação dos padrões comportamentais limitantes.

Assim como outras técnicas de respiração, a circular nos ajuda a conectarmos conosco, a focar no momento presente e a elevar a energia corporal, o que auxilia a reduzir os medos, tristezas, angústias e sentimentos de ansiedade.

Como fazer a respiração circular?

Existem vários métodos e passos que você pode seguir para começar a respiração circular. Separamos um passo a passo capaz de lhe ajudar a iniciar esse processo.

Passo 1: encha as bochechas de ar e solte pelo nariz.

Passo 2: solte o ar lentamente pela boca, em um fluxo constante. Não pare de respirar profundamente pelo nariz. Controle o movimento para que o ar leve em torno de 3 a 5 segundos para sair.

Passo 3: expire pelo pulmão quando o ar da boca acabar. Você deve continuar inspirando pelo nariz o tempo todo. Quando o ar da bochecha for totalmente eliminado, mude a fonte de respiração, fechando o palato mole.

Passo 4: encha as bochechas com ar novamente. Faça isso antes dos seus pulmões esvaziarem.

Passo 5: repita o processo continuamente até que ele se torne natural.

No começo, a respiração circular pode parecer complicada. Por isso o treino é tão importante. Aos poucos, ela se tornará mais natural e você conseguirá colher todos os benefícios que citamos.

Você já conhecia a técnica de respiração circular? Ajude seus amigos a relaxarem e alcançarem o bem-estar: compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *