Fit cultural: saiba o que é e como utilizar com os novos talentos

Fit cultural: saiba o que é e como utilizar com os novos talentos

Tempo de leitura: 7 minutos

Experiências. Certificações. Formações. Todos esses são pontos muito conhecidos na hora de recrutar novos talentos para as empresas. Mas, além deles, alguns negócios têm investido também no fit cultural.

Você sabe a que se refere esse termo e o quanto ele impacta na hora de recrutar e selecionar novos funcionários? E de que maneira o bom alinhamento do fit cultural contribui para o crescimento da sua empresa?

Continue lendo este artigo para saber tudo sobre o tema.

O que é fit cultural?

Como dissemos antes, os processos seletivos atualmente estão muito mais estruturados.

Os recrutadores analisam não apenas o currículo, a experiência e a formação do candidato na área desejada. Eles analisam também aspectos como valores, motivações, atitudes, comportamentos, gostos e objetivos de vida, entre outros pontos.

Todas essas características são essenciais para que o RH compreenda melhor quem é aquele funcionário enquanto pessoa. E, assim, analise se as suas metas, objetivos de vida e valores são compatíveis com a cultura e as crenças da empresa.

Esse “encaixe” é justamente o que chamamos de fit cultural. E pode estar relacionado, até mesmo, a pontos não verbalizados, como comportamentos, crenças, valores e modos de agir.

Por que o alinhamento do fit cultural é tão importante?

O alinhamento do fit cultural é de suma importância. Afinal, garante que funcionários e empregadores estejam na mesma “sintonia” e felizes nessa relação.

Imagine como seria para um funcionário com perfil mais inovador trabalhar em um local extremamente burocrático? Ou ainda para uma pessoa metódica ter de encarar a rotina em um ambiente caótico?

Garantir que o fit cultural esteja de acordo é uma maneira de reunir pessoas que trabalhem da forma como a sua empresa espera e que também tenham crenças semelhantes ao do seu negócio.

Por exemplo, se a sua empresa tem como foco a sustentabilidade e crê na importância da preservação ambiental (tomando várias atitudes em relação a isso), é de se esperar que seus funcionários compartilhem esse sentimento e vejam valor nas ações ambientais da empresa, sentindo-se motivados.

Isso vale para qualquer que seja a cultura empresarial. Negócios inovadores e arrojados pedem por colaboradores que tenham esse espírito criativo. Enquanto outras, mais conservadoras, devem buscar funcionários que se alinhem com essa “forma de ser” da empresa.

Quando o fit cultural é avaliado e bem alinhado, o negócio colhe muitas vantagens como:

  • contratações mais precisas, com colaboradores que sejam capazes de contribuir com experiências relevantes e se adaptarem aos processos, favorecendo o clima organizacional positivo;
  • aumento da produtividade, uma vez que o profissional se identifica com os valores da organização e passa a “vestir a camisa”, sentindo-se orgulhoso em fazer parte da equipe;
  • maior retenção de talentos, afinal, funcionários satisfeitos têm mais vontade de permanecer e crescer junto da empresa.

Falta de fit cultural

Será que seus funcionários atuais possuem compatibilidade com a cultura da sua empresa? Avaliar essa questão não é muito complicado. Basta analisar o rendimento das suas equipes, a taxa de turnover e o nível de satisfação dos funcionários.

Caso esteja com muita dificuldade em reter talentos ou problemas de clima organizacional, talvez seja o momento de rever a cultura da sua empresa e as equipes que trabalham para você.

Vale a pena também investir em uma pesquisa de satisfação com seus funcionários. Dessa forma, você poderá encontrar os problemas de clima organizacional e de relacionamento – e pensar em maneiras de reverter essas questões.

Se a sua empresa já possui uma cultura organizacional bem estruturada, é importante criar ações que visem fortificá-la entre os colaboradores.

Quanto mais alinhados à cultura da sua empresa os colaboradores estiverem, maiores são as chances de eles se sentirem bem no ambiente de trabalho. Assim, eles irão se sentir integrados aos demais colegas e motivados para exercerem adequadamente suas funções.

Como fazer a análise do fit cultural de um candidato?

Já está convencido de que o fit cultural é um assunto extremamente importante? Selecionamos algumas dicas que podem lhe ajudar a definir esse alinhamento nos próximos processos de recrutamento e seleção da sua empresa. Confira.

Saiba qual é a cultura do seu negócio

Antes de mais nada, é essencial que você defina a sua cultura empresarial. O que isso significa? Um estudo aprofundado sobre a missão, a visão e os valores do seu negócio, além de todos os processos adotados na companhia, o relacionamento entre as equipes, o estilo de gestão dos líderes e o “modo de fazer” da sua empresa.

Entender o ambiente de trabalho, as normas imprescindíveis da sua empresa, as formas de relacionamento e o perfil desejado dos funcionários ajuda a orientar melhor a sua entrevista.

Somente com a cultura empresarial bem definida é que a sua equipe de RH será capaz de avaliar o fit cultural dos candidatos.

Se estiver muito difícil definir a cultura empresarial, uma dica é investir em pesquisas OCP (Organization Cultural Profile). Esse é um mapeamento que identifica os principais valores que compõem a cultura do negócio, por exemplo, trabalho em equipe, assertividade, orientação a resultados, estabilidade etc.

Use testes e entrevistas comportamentais

Depois de definir a sua cultura empresarial, é mais fácil entender a empresa deseja ou não nos talentos contratados. Portanto, não foque apenas na experiência e formação do candidato, como também no comportamento, crenças e valores.

Para analisar essas questões durante o processo seletivo, você poderá, por exemplo, aplicar um teste comportamental nos candidatos. Essa é uma ferramenta excelente para um primeiro filtro do seu processo. Os resultados vão separar os profissionais de acordo com o perfil que apresentam como influentes, ousados, cautelosos etc.

É claro que só esses testes não são suficientes e a entrevista ainda é de extrema importância. Nessa conversa, deixe claro qual é a cultura da sua empresa e avalie como o candidato reage a ela.

Algumas questões que você poderá usar são:

  • objetivos pessoais e profissionais;
  • ambições e metas de vida;
  • hobbies;
  • posicionamento quando trabalha em equipe;
  • como lida com os relacionamentos;
  • se realiza trabalhos voluntários;
  • entre outras.

Faça dinâmicas de grupo

Mesmo com as entrevistas, ainda está em dúvida entre determinados candidatos? A dinâmica de grupo é uma excelente maneira de “conferir” se as respostas dadas na entrevista são compatíveis com a realidade.

Afinal, elas permitem que as equipes de RH analisem como os profissionais se portam em situações específicas, inclusive simulações de obstáculos ou dificuldades que serão encontradas no dia a dia do trabalho.

É possível, ainda, criar situações envolvendo outros candidatos e analisar, na prática, como é o relacionamento interpessoal, o respeito aos colegas e a diversidade, a forma como recebe críticas e lida com controvérsias, entre outros pontos.

Em meio ao caos, vocês conseguirão analisar muito bem a personalidade de cada candidato. Será possível avaliar se ele é mais planejador, executor ou analista, se lida bem com a pressão, potencial de liderança e outros pontos.

Avalie o histórico profissional

Nesse ponto, o setor de RH não dará tanta importância aos cargos ou funções exercidos. Mas, principalmente, à maneira como o colaborador desenvolvia seu trabalho.

É possível avaliar se o perfil das empresas onde o candidato atuou, por exemplo, é compatível com o seu negócio. Converse com o candidato e saiba como foi a sua experiência no emprego anterior – pode ser que ele tenha saído justamente por falta de fit cultural.

Como deu para entender até aqui, o fit cultural é um assunto extremamente importante. Afinal, nem só de bons salários vivem os talentos. E nem só de profissionais extremamente técnicos sobrevivem as empresas. Logo, manter times satisfeitos e produtivos é o diferencial das empresas que ganham em competitividade no mercado.

Por isso, contratar adequadamente e entender o que é preciso ser feito para reter os novos talentos é indispensável. Gostou de saber mais sobre fit cultural? Assine a nossa newsletter (ali na lateral direita do nosso blog) e receba sempre conteúdos bacanas como este diretamente no seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *