7 motivos para apostar no desenvolvimento pessoal

Tempo de leitura: 6 minutos

Antes de sermos bons profissionais, somos seres humanos. E como tais possuímos qualidades e defeitos, aptidões e pontos falhos, características e qualidades. São essas características comportamentais que influem na maneira como recebemos as críticas e mensagens e como lidamos com o mundo. Para aperfeiçoarmos esse ponto, existe o desenvolvimento pessoal.

Ele se baseia no autoconhecimento e envolve uma visão crítica sobre nós mesmos, remodelando e repensando nossa forma de agir e de sentir, buscando uma versão mais aperfeiçoada de quem somos.

Quer entender melhor o desenvolvimento pessoal e descobrir os benefícios que ele pode trazer? Continue a leitura!

O que é o desenvolvimento pessoal?

O nome é relativamente explicativo. Afinal, desenvolvimento pessoal é a prática de trabalharmos nas nossas características, percepções e comportamentos, buscando melhorar nosso desempenho em determinadas áreas, tanto profissionais como pessoais.

Esse processo está diretamente relacionado às nossas competências emocionais que influenciam diariamente na nossa forma de enxergar, sentir e compartilhar o mundo. O desenvolvimento pessoal é uma ferramenta poderosíssima que pode nos auxiliar a refletir sobre nossas próprias emoções e a entender nossos pontos fortes e fracos.

Quantas vezes não conhecemos pessoas incríveis, mas que não conseguem, por exemplo, se desenvolverem na carreira, não pelos conhecimentos técnicos, mas pelas emoções? É justamente nesse ponto que o desenvolvimento pessoal consegue ajudar, nos tornando pessoas mais centradas e equilibradas – e potencializando nossos pontos fortes.

Por que investir no desenvolvimento pessoal?

Agora que você já compreendeu melhor o que é desenvolvimento pessoal, certamente deve ter notado benefícios importantes da prática, não é mesmo? Vamos ver as principais em detalhes.

1. Mais autoconhecimento

Ao investir no seu desenvolvimento pessoal, automaticamente, você passará a se conhecer e se entender melhor. Isso significa compreender de forma mais ampla seus sentimentos, emoções e comportamentos – e avaliar a forma como você reage a determinadas situações e porque tem essas atitudes.

A partir do momento que você consegue se entender melhor, passa a avaliar também o que precisa ser aperfeiçoado e o que deve ser valorizado em si mesmo para atingir suas metas profissionais ou pessoais, e também para viver de forma mais plena e feliz.

2. Melhora a inteligência emocional

A inteligência emocional e o autoconhecimento andam sempre juntos. Afinal, quanto mais você se conhece, mais inteligente emocionalmente se torna, porque consegue lidar melhor com as situações e com suas próprias emoções.

É a inteligência emocional que nos ajuda a sermos mais resilientes, pacientes, empáticos, perseverantes, entre outras qualidades indispensáveis na carreira e na vida pessoal.

Entender-se e buscar a sua evolução também é compreender e saber lidar com as suas emoções, não reprimindo-as, mas trabalhando para que elas lhe ajudem a se tornar alguém mais forte e sábio.

3. Ajuda a desenvolver competências comportamentais

No mercado de trabalho, as competências comportamentais têm sido cada vez mais valorizadas. Afinal, espera-se que, além dos conhecimentos técnicos da sua área, você consiga trabalhar bem em equipe, lidar com os clientes e fornecedores, suportar determinado grau de pressão e ser uma pessoa que consegue lidar com suas emoções.

Outras características comportamentais são importantes, como boa comunicação, gerência do tempo, produtividade, disposição, liderança etc. E todos esses pontos podem ser trabalhados a partir do desenvolvimento pessoal.

Afinal, é de suma importância compreender, primeiro, quais são seus padrões comportamentais e porque eles ocorrem – e então analisar formas de modificar o que não está muito bom e de enfatizar aquilo que tem funcionado.

4. Aumenta a produtividade

Quando você se sente satisfeito consigo mesmo e com o papel que ocupa no seu trabalho, tende a produzir mais e melhor. Além disso, ao analisar quais são os gatilhos que impedem que você produza adequadamente, é mais fácil lidar com essas situações.

Muitas vezes não rendemos o desejado porque estamos infelizes em nossa profissão, não sentimos que nossa vida está como deveria e não temos nenhuma motivação para continuar executando aquela função.

Ao desenvolver-se pessoalmente, você passa a enxergar o que realmente lhe faz feliz e lhe motiva – e se dedica com mais afinco à sua profissão, já que ela é parte integrante de quem você é, pois está diretamente ligada às suas aptidões.

5. Ajuda a ter uma vida mais feliz e plena

Como dissemos, o desenvolvimento pessoal não envolve apenas a carreira, mas também a vida pessoal. Ao se conhecer melhor e se entender, você também passa a se tornar uma pessoa mais plena, feliz e realizada consigo mesmo.

Afinal, você passa a compreender seus pontos fortes e fracos, sua motivação e seu propósito de vida – e trabalha no sentido de realizá-los.

É claro que esse é um processo contínuo, já que, durante toda a sua vida, estará aprendendo coisas novas e se relacionando de maneira diferente com as pessoas e situações, aprendendo mais sobre si mesmo, modificando padrões e repensando suas metas.

6. Desenvolve talentos

Nem sempre sabemos exatamente qual profissão gostaríamos de ter. E isso se deve ao fato de não nos conhecermos e nem entendermos quais são os nossos talentos e aptidões.

Quando você investe no desenvolvimento pessoal, passa a olhar para si mesmo de outra forma, descobrindo hobbies, potencialidades e pontos fortes capazes de lhe ajudar a melhorar sua vida profissional e pessoal.

7. Melhora a estabilidade emocional

A estabilidade emocional é fundamental para vivermos felizes e com qualidade. Não nos deixar abalar pelas opiniões de terceiros e nem nos envolver demais nos problemas dos outros é essencial para uma vida plena e tranquila.

Quanto mais nos conhecemos, mais fácil é avaliar quais situações nos abalam emocionalmente – e até identificar padrões comportamentais que não nos favorecem e que precisam ser modificados.

A partir dessa autoanálise, conseguimos modificar a maneira como lidamos e nos relacionamos com o mundo externo e o quanto deixamos essas situações mexer com o nosso emocional, transformando a reação que temos diante de vários momentos cotidianos.

A estabilidade emocional modifica nossa resposta e a forma como lidamos com os demais, trazendo mais paz interior e reduzindo o grau de cobrança interno.

Neste conteúdo, você aprendeu o que é desenvolvimento pessoal e viu o quanto ele pode ser benéfico tanto para sua vida profissional como pessoal. Gostou das nossas dicas? Assine a newsletter e receba sempre as atualizações aqui do blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *