6 técnicas para inspirar a transformação social entre colaboradores

Tempo de leitura: 6 minutos

Mais do que gerar empregos, as empresas hoje são cobradas também para atuarem como agentes de transformação social. Seja por meio dos seus programas de responsabilidade socioambiental, seja por suas ações em relação aos próprios colaboradores.

Na verdade, existem muitos pontos que podem ser feitos para promover a transformação social dos seus colaboradores. Basta oferecer mais oportunidades e permitir que esse profissional cresça e evolua dentro do seu negócio.

O colaborador, é claro, terá muito a ganhar com essa inciativa, tornando-se mais capacitado, centrado e confiante. Por outro lado, a empresa terá um funcionário fiel, motivado e que “vende” a companhia de forma positiva. Além, é claro, de que um colaborador mais treinado e crítico consegue trazer resultados também mais positivos ao negócio.

Quer entender como conseguir todos esses pontos? Continue a leitura e veja as técnicas e dicas que separamos!

  1. Investir em educação corporativa

A educação corporativa tem se tornado uma realidade cada vez mais presente nas empresas. Afinal, os setores de RH e alta gerência passaram a perceber que colaboradores mais capacitados rendem mais, são mais motivados e trazem mais inovação para os negócios.

Então, ao invés de contratar profissionais altamente qualificados, muitas vezes é mais “econômico” investir na educação do seu próprio colaborador, oferecendo treinamentos variados para que ele desempenhe melhor a sua função.

São inúmeros os programas de educação corporativa que podem ser usados, desde treinamentos técnicos referente às áreas de atuação dos funcionários, até programas diferenciados, que visam motivar para a inovação, produtividade e outros aspectos.

Também existem empresas que investem em capacitações distintas, mas que ajudam no dia a dia do profissional, como cursos de línguas, treinamento em liderança, técnicas de relacionamento etc.

  1. Promover o protagonismo dos colaboradores

Para que seus colaboradores se enxerguem como transformadores sociais, é importante que a empresa valorize o protagonismo desses funcionários.

Ou seja, mostre que cada um deles é de suma importância para o funcionamento da empresa e para a obtenção das metas. Isso ajuda também a favorecer a motivação e a aderência aos programas de capacitação.

Se o funcionário sente-se obrigado a realizar aquelas atividades, dificilmente ele verá a empresa como parceira no seu desenvolvimento pessoal e profissional. Por isso, é importante valorizar cada profissional que você tem no seu time, motivando-o para alcançar o máximo do seu potencial.

  1. Potencializar o autoconhecimento

Nem só de conhecimentos técnicos são feitos ótimos colaboradores. A inteligência emocional é de suma importância. Aliás, muitas vezes, bons funcionários acabam não crescendo o que poderiam justamente por barreiras relacionadas a área emocional, como falta de autoconfiança, dificuldades de relacionamento, entre outras.

Quanto mais bem desenvolvido for o autoconhecimento, maiores as chances de cada colaborador entender o que precisa ser melhorado e o que ele tem de bom, focando seus esforços em se tornar um profissional melhor e uma pessoa também melhor.

A empresa pode ajudar nesse sentido, com treinamentos específicos de autoconhecimento, apoio de psicólogos e técnicas de coaching.

É importante que cada colaborador conheça o seu potencial e enxergue como a empresa é parceira nesse desenvolvimento, sentindo-se ainda mais motivado para superar suas dificuldades.

  1. Oferecer bons planos de carreira

Nenhuma dessas técnicas trará resultados se você não tiver um plano de carreira consistente. Afinal, porque o seu colaborador desejará se especializar e melhorar suas habilidades se não terá uma evolução também nos cargos e salários?

Essa contrapartida da empresa é importante para motivá-lo a crescer e a se dedicar. Assim, crie um plano de carreira para cada profissional. Estipule quais habilidades e características são esperadas para que ele alcance novos cargos e como a empresa o enxerga daqui há alguns anos.

E, claro, sempre tente cumprir o prometido. Caso o colaborador se dedique, busque se especializar e traga bons resultados à empresa, bonifique toda essa dedicação, seja com uma promoção ou com um aumento de salário. É preciso reconhecer os esforços da sua equipe.

  1. Ter uma ótima política de benefícios

Os benefícios são extremamente importantes na qualidade de vida do colaborador e também na sua motivação. Uma empresa parceira sabe que quando o funcionário está bem em outras partes da sua vida, acaba rendendo mais e trazendo resultados positivos ao negócio.

São muitos os benefícios que você poderá oferecer, mas é importante que eles façam sentido para seus funcionários e sejam vistos como valiosos.

Entre eles, está o apoio à educação, como bolsas de estudo, pagamento de parte da mensalidade de um curso ou faculdade. Investir na educação do seu colaborador é a melhor maneira de favorecer a transformação social dele. Pois, você estará permitindo que ele evolua em sua carreira.

E isso, claro, certamente será lembrado pelo colaborador. Ele desejará crescer junto da sua empresa, utilizando seus novos conhecimentos em prol dos resultados e da inovação da companhia.

  1. Valorizar a diversidade

A representatividade é extremamente importante. Por isso, a empresa pode (e deve) oferecer possibilidades para pessoas que enfrentam mais barreiras no acesso ao emprego.

Mostrar que o seu negócio apoia as causas étnicas ou sociais, por exemplo, é algo que precisa estar no DNA da empresa. Ou seja, não deve aparecer apenas nas campanhas de marketing. Ou seja, seus times precisam ser diversos, com oportunidades para todos, sem preconceitos ou visões deturpadas.

7. Inspirar pelo exemplo

Além de transformarem a si mesmos, os colaboradores também podem se tornar mais atuantes em suas comunidades, por exemplo. Para isso, é importante que a empresa demonstre essa preocupação, com ações sociais e ambientais.

Quando os funcionários notam que a preocupação com a sociedade faz parte da missão do negócio, passam a entender que suas ações também podem impactar o todo e gerar mudanças.

Os programas de voluntariado empresarial são ótimas iniciativas que promovem uma alteração da visão dos funcionários. Eles passam a conhecer outras realidades e se enxergam como protagonistas da transformação social. Resultado: tornam-se mais empáticos e solidários.

Como você viu, as empresas têm um poder muito grande de transformação social. Tanto com programas de voluntariado e terceiro setor, como estimulando e motivando seus próprios colaboradores a transformarem suas realidades.

Para isso, é preciso investir em programas e iniciativas dentro do seu próprio negócio. E, assim, enxergar os colaboradores como partes vitais da sua empresa e apoiando-os nessa trajetória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *